Cuidado com a C.A.R.I.E.

Talvez você já me conheça, mas caso ainda não, quero dizer que não sou dentista, e nem tampouco quero falar sobre aquelas cáries dos dentes que porventura podemos ter. Sou palestrante e presto consultoria em desenvolvimento pessoal e profissional. Agora que já me apresentei para quem não me conhecia, vamos continuar.

Você pode estar se perguntando: Então o que tem a ver cárie e dente com você, Cintia, que nem é dentista?  Realmente eu não quero falar com você sobre “dente”, mas sim sobre “mente”. Sobre pensamentos e  sentimentos. Escrevo hoje sobre 5 formas de pensar e agir que danificam a nossa motivação, nossa qualidade de vida e a sensação de bem estar que é tão importante para sermos produtivos e alcançarmos nossos objetivos, sejam eles pessoais ou profissionais. Aqui entra a C.A.R.I.E.

Tomar os devidos cuidados com esta C.A.R.I.E., fez muita diferença na minha vida, e imagino que poderá fazer na sua também, por isso quero compartilhar com você.

C – CULPA – Quando você se sentir culpado por algo que fez ou deixou de fazer, faça o que for necessário para arrumar ou corrigir a situação. Se não for possível corrigir, então significa que está fora do seu controle. Neste caso, comprometa-se a fazer diferente da próxima vez em situações semelhantes e elimine essa sensação de culpa. Não vai adiantar nada você continuar se sentindo culpado. A culpa nos leva a autopunição, atrai dores, mal-estar e situações negativas para nossa vida.

A – ANSIEDADE – A pessoa ansiosa vive no futuro. O deprimido vive no passado. Viva o presente. Faça seu dia valer a pena. Hoje você tem a grande oportunidade de fazer diferente, de fazer e ser melhor do que foi ontem, preparando-se para um futuro brilhante. Viva o presente e realize.

R – RECLAMAÇÕES – Quando você reclama da vida, atrai muita carga negativa através das suas palavras. Reclamações não resolvem problemas, só nos aproximam ainda mais deles. Muitas vezes as reclamações nos afastam das soluções, e nos induzem a encontrar os culpados, sejam eles pessoas, organizações ou fatos. Vira um ciclo: você reclama, encontra os culpados e tem mais motivos para reclamar, e assim vai.

I – IRRITAÇÃO – A irritação é como um veneno para o nosso corpo e nossa mente. Esteja atento para não se aborrecer, principalmente  pelas pequenas coisas. Não vale a pena. Como disse Elizabeth Kenny certa vez: Aquele que te irrita, te domina. Procure entender o por que da sua irritação. O fato específico que a gerou. Será mais fácil controlá-la da próxima vez.

E – EXPLOSIVO(A), EU? – Está prestes a explodir? Conte até 10. Isso realmente funciona. As pessoas explosivas geralmente se arrependem depois do fato ocorrido. E o pior é que junto com o arrependimento, muitas vezes vem a culpa, a irritação, a vergonha, o medo das consequências… Um provérbio chinês diz que se você for paciente em um momento de raiva, você evitará cem dias de sofrimento. Grande verdade.

Por isso, cuide da C.A.R.I.E.

Toda vez que um pensamento negativo vier à sua cabeça, troque-o por outro! É simples assim, só que exige a nossa atenção. Não se deixe levar por esse tipo de pensamento. Questione-os.
Toda vez que um sentimento negativo quiser tomar conta de você, questione também. Procure buscar em acontecimentos de hoje ou de dias anteriores, que tipo de situações aconteceram e quais pensamentos você  estava tendo. Isso poderá lhe ajudar a identificar a causa.

Pense sempre de forma positiva. Para isso, é preciso muita disciplina mental e treino. Comprometa-se em treinar a sua mente para o melhor, para encontrar soluções, ver o melhor das pessoas, para aprender com as situações, sejam elas boas ou não tão boas. Para mim funcionou! Fez e continua fazendo uma grande diferença na minha vida. Tenho certeza que se você fizer a sua parte, será assim para você também!

Vamos juntos! Eu e você HOJE, MELHORES do que ontem.

Escreva aqui abaixo sua opinião. Como isso acontece em sua vida? Caso tenha alguma pergunta, escreva que eu mesma vou responder.

Compartilhe ...Email this to someoneShare on FacebookShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.